A SOLUÇÃO: CORREDORES ECOLÓGICOS

CORREDORES ECOLÓGICOS

A criação de um corredor ecológico ligando o Corredor Ecológico do Igarapé do Mindú até a Reserva Adolpho Ducke é a ação mais urgente a ser executada dentro da cidade de Manaus.

 

Para tanto, é de extrema importância que os remanescentes florestais essenciais sejam protegidos para garantir a conectividade das áreas de floresta dentro da cidade.

 

Nos pontos onde esta conectividade já foi perdida, com a construção de avenidas, ruas e conjuntos habitacionais, a conectividade das áreas de floresta poderá ser obtida por meio de intervenções na paisagem urbana, como a recuperação de áreas verdes degradadas, instalação de passagens de fauna,  arborização de calçadas e incentivo ao plantio de árvores nos quintais, planejamento urbano, além da realização de ações educativas.

 

O QUE SÃO CORREDORES ECOLÓGICOS?

Corredores ecológicos são espaços de interligação entre remanescentes florestais, parques e reservas, em meio a uma matriz ocupada por outras formas de uso da terra. Estas podem ser pastagens, campos agrícolas, ou a área urbana ocupada com os edifícios, vias de transporte e demais estruturas urbanas.  Em geral, na ausência dos refúgios, proporcionados pelos corredores e pelos parques municipais e praças arborizadas, a fauna urbana sofre um processo contínuo de ameaças até levar à sua extinção local. Isso se torna mais grave quando a espécie em questão tem ocorrência tão restrita que sua extinção local também significa sua extinção para sempre - este é o caso do sauim de coleira em Manaus.

©COPYRIGHT 2016

MOVIMENTO FICHA VERDE | PAN SAUIM DE COLEIRA